Nota Fiscal Correios

Correios oferece nova funcionalidade de entrega para lojas de e-commerce

Empresas de comércio eletrônico já podem interagir com os Correios durante o andamento de uma encomenda para solicitar a suspensão da entrega, nos casos em que perceberem essa necessidade.

A funcionalidade faz parte do projeto Entrega Interativa e, a partir de 31/01/2018, está disponível exclusivamente para lojas integradas via web services com os Correios.

“O comércio eletrônico tem necessidades bem específicas. Mesmo com todas as análises de riscos realizadas na venda, a loja pode perceber tardiamente que foi vítima de alguma compra fraudulenta e precisar interromper a entrega”, explica o vice-presidente Comercial dos Correios, Francisco Wakebe.

Após ter a suspensão de entrega solicitada, a encomenda é devolvida ao remetente. Essa solicitação é realizada de forma automatizada pelo detentor do contrato com os Correios. Assim, quando se tratar de marketplaces, por exemplo, seus vendedores deverão contatá-los diretamente caso queiram suspender uma entrega. Lojas que ainda não utilizam o web services dos Correios devem se integrar caso queiram ter acesso à suspensão da entrega. Para o comércio eletrônico, a integração via web services com os Correios oferece outras vantagens, como a geração de pré-lista de postagem e a garantia de dados sempre atualizados, entre outras.

“Somos parceiros do comércio eletrônico brasileiro desde sempre. Com esse lançamento, os Correios aumentam as ferramentas para que o e-commerce seja cada vez mais seguro tanto para compradores quanto para vendedores”, ressalta o presidente da empresa, Guilherme Campos.

Os Correios trabalham no desenvolvimento de uma interface no site para disponibilizar essa ferramenta a todos os clientes – mesmo aqueles que não têm integração via web services.

Fonte: Blog dos Correios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado só para você!
A nota fiscal sempre esteve presente nas relações comerciais entre empresas, cidadãos…
Open chat